terça-feira, 28 de julho de 2009

CHEGOU NOVA OBRA VINCENZO CENCIN


Um preciosidade, a obra que pode ser conferida na galeria, do italiano Vincenzo Cencin. Nascido em Veneza, na Itália, o artista plástico Vincenzo Cencin é sócio efetivo da Academia Brasileira de Belas Artes tem uma longa trajetória profissional.
Aos 85 anos, não se cansa de pintar telas que são conhecidas mundialmente.Suas pinturas são verdadeiros retratos da natureza: mar, praias, portos, barcos, pescadores e o entardecer. Todos os temas têm alguma ligação com sua cidade natal e as obras passam a sensação de tranquilidade e calma. Sua característica é a mistura do clássico e do impressionismo. Venha conferir!

terça-feira, 21 de julho de 2009

Reinauguração com novo acervo

A reinauguração do novo espaço da Casa+Arte Galeria, que está com estrutura e acervo renovados, aconteceu com um coquetel no dia 16/07. No dia 17/07 a galeria abriu as portas para visitação.
Nomes de peso no cenário artístico internacional e nacional, em pinturas, esculturas e antiguidades, além dos artistas chapecoenses estão presentes na galeria.
Confira quem esteve na noite da reinauguração:

segunda-feira, 20 de julho de 2009


Mirian Soprana e Tânia Scussiato



Sandra Abello, Viviane Becker, Ivandra Matiazzi e Marta Spagnol

Felix e Sonia Trentin

Tina Battiston e Juara Deiss

Cesar Valduga e Mirian Soprana



Mirian Soprana, Ivandra Matiazzi, Marta Spagnol e Sandra Abello



Larissa Culau, Flávia Culau e Luana Lima

Eliziane Pacheco, Fernanda Nicolau e Anelize



Elisabeti Galina

Mari Bet, Jovani Santos, Mirian Soprana e Sérgio Giacomazzi

Taís Simoka, Ines Francescon e Tatiane Almeida

Jerso Menegassi e Cintia Dias

Inês Zuanazzi e Melissa Zuanazzi de Lima

Presentinhos da Reinauguração

Quem foi ao evento de reinauguração no dia 16/07 recebeu um presente simbólico. Por ser um lápis cheio de cores, é muito recomendado para estimular a criatividade. Ele é importando da República Tcheca e muita utilizado por artistas e designers.




quarta-feira, 15 de julho de 2009

REINAUGURAÇÃO DA GALERIA


Depois de 60 dias em obras e vários meses em busca de novidades e preciosidades em obras de arte, antiguidades e outras coisitas, a Galeria Casa+Arte reabre as portas na quinta-feira, dia 16/07, às 20h com coquetel. E a partir de sexta-feira, dia 17/07, abrimos em horário comercial (das 9h às 12h e das 14h às 18h30). Conheça. Visite. Vivencie. Coloque arte na sua rotina!

Romero Britto


Nascido no Recife, Pernambuco, em 06 de outubro de 1963, no Brasil, Romero Britto usa, na maioria das obras, textura gráfica e, geralmente, elas tratam de assuntos importantes para o dia-a-dia. Suas obras, na maioria das vezes, não são exatamente iguais à realidade, pois apresentam linhas, pontos, divisões e fragmentos de sua assinatura.
Romero Britto mora em Miami, nos Estados Unidos, onde tem seu ateliê.
Suas obras caíram no gosto das celebridades por sua alegria, colorido e imaginação, tendo sido alçado para a fama ao realizar a ilustração de uma campanha publicitária para a vodka Absolut. É o artista preferido de vários atores e atrizes hollywoodianos.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Sarro



Um trabalho de transparências e volumes
As marcas de Adelio Sarro ficam registradas no apurado trabalho com as transparências da cor, na pintura, e ousadia nos volumes de suas esculturas. Em suas obras é possível vivenciar momentos de intensa integração do ser humano ao universo, tanto por meio do amor aos animais, à natureza ou à música.
Sarro é filho de agricultores, nasceu em Andradina (SP), em 1950. Após o ano 1972, Sarro apresenta as suas obras em muitas exposições individuais, em excelentes Galerias e Centros Culturais em todo o Brasil. Ele participou também regularmente em grandes eventos culturais internacionais.

Em 2002, o artista publica o livro “SARRO, o brasileiro global”, em quatro línguas, editado e impresso na Alemanha. O artista ganha a atenção de admiradores, jornalistas especializados e o público em geral na Europa. O crítico parisiense, André Parinaud, dá a dimensão do artista logo no título da obra. Uma da obras de maior destaque foi de medidas monumentais, em torno da temática da globalização para expor em nova edição do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suiça, no ano de 2003. Na tela de 2,5 x 8 metros (um extenso e persuasivo painel) ele mostra o poderio das nações do conhecido G-8. Manifestações do ex-presidente norte-americano Bill Clinton, demonstraram admiração e o fato ganhou registro fotográfico. O presidente brasileiro, Luís Inácio Lula da Silva, confere igualmente a “provocação artística” de Sarro. O assunto repercute na mídia européia.

Sarro já realizou exposições no Museu de Arte Moderna em Moscou e no Museu da Academia de Artes de São Petersburgo, na Rússia.

Juarez Machado



Nascido em Joinville, cursou Belas Artes em Curitiba e viveu por 20 anos no Rio de Janeiro, participando do movimento artístico nacional. A partir dos seus cartoons poéticos e mágicos, ganhou notoriedade como um dos mais brilhantes desenhistas brasileiros.
No final da década de 1970 voltou-se totalmente para a pintura. Passou temporadas em Nova York, Londres e Paris, pesquisando, trabalhando e expondo sua obra. Desde 1986 vive em Paris, onde produz e expõe com frequência. Paris capturou-lhe o nome e o valor para rapidamente difundir a sua obra de caráter universal.
Sua arte conquistou espaço nos principais países da Europa e nos Estados Unidos. Já recebeu vários prêmios e condecorações e suas obras figuram em museus e em importantes coleções particulares. Expõe frequentemente nos Estados Unidos, na Europa e no Brasil.
Nos últimos anos realizou uma série de exposições temáticas, itinerantes por vários países do mundo, com edição de livros reproduzindo as obras de casa uma destas coleções.
Uma destas, alvo de exposições no Brasil, na França e nos Estados Unidos, nos anos de 2003 e 2004 retrata a cidade de Veneza. Juarez instalou-se em Veneza para pintar e desenhar uma coleção de obras inspiradas na história, na arquitetura, nos costumes e na tradição veneziana.

Miram Postal


Miriam Postal utiliza a técnica de acrílico sobre tela, criando fórmulas esquemáticas que se incorporam aos volumes sensuais e formas generosas numa temática que conta a história dos centros urbanos.
Transmite pelas suas cores vibrantes e desenhos de estamparias dos tecidos populares, um retrato da alma brasileira.
Miriam Postal tem profundo interesse que seus “Joãos e Marias” brasileiros se tornem cidadãos do mundo.
A artista aplica em suas obras elementos (ticket, panfletos, dinheiro, sacolas, etc.), que coleta pelo mundo afora, insere seus personagens por outros continentes sem perder a verdadeira essência de brasilidade.
A artista – Miriam Postal Garbelotto é de Passo Fundo, Rio Grande do Sul. É bacharel em Desenho e Plástica e Pós Graduada em Arte/Educação pela Universidade de Passo Fundo. Possui cursos de especialização no Brasil e no exterior.
Já participou de importantes exposições de arte nacionais e internacionais como em Nova Iorque, Bélgica, Berlim, Portugal, Assunção no Paraguai e Suécia.

Elias Andrade


O artista plástico, autodidata, tem suas obras expostas em vários países da Europa, das Américas e da Oceania. Elias nasceu em Sambaqui, Florianópolis, na Ilha de Santa Catarina, em 1956.
Índio, como é mais conhecido, gosta de passar o tempo pescando, retirando ostras das pedras, desenhando na areia, ou “proseando” com seus vizinhos.
Sua arte forte, retrata essa vivência, o contato com a natureza e com os costumes, tradições e folclore desse povo, expressando o que há de mais autêntico na alma dos “manézinhos da ilha”, tanto em seu cotidiano, como em seu imaginário.
Seus temas mais freqüentes, mostram pescadores, arrastão, sereias, folguedos e festas populares.

Seu traço surge espontâneo e livre, como sua maneira de ser, e forte, como sua crença em um mundo melhor e mais bonito.

Obrigado pela Visita!

A inovação é feita de pequenos detalhes...
Não é apenas um detalhe. (Michelangelo)