terça-feira, 14 de julho de 2009

Sarro



Um trabalho de transparências e volumes
As marcas de Adelio Sarro ficam registradas no apurado trabalho com as transparências da cor, na pintura, e ousadia nos volumes de suas esculturas. Em suas obras é possível vivenciar momentos de intensa integração do ser humano ao universo, tanto por meio do amor aos animais, à natureza ou à música.
Sarro é filho de agricultores, nasceu em Andradina (SP), em 1950. Após o ano 1972, Sarro apresenta as suas obras em muitas exposições individuais, em excelentes Galerias e Centros Culturais em todo o Brasil. Ele participou também regularmente em grandes eventos culturais internacionais.

Em 2002, o artista publica o livro “SARRO, o brasileiro global”, em quatro línguas, editado e impresso na Alemanha. O artista ganha a atenção de admiradores, jornalistas especializados e o público em geral na Europa. O crítico parisiense, André Parinaud, dá a dimensão do artista logo no título da obra. Uma da obras de maior destaque foi de medidas monumentais, em torno da temática da globalização para expor em nova edição do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suiça, no ano de 2003. Na tela de 2,5 x 8 metros (um extenso e persuasivo painel) ele mostra o poderio das nações do conhecido G-8. Manifestações do ex-presidente norte-americano Bill Clinton, demonstraram admiração e o fato ganhou registro fotográfico. O presidente brasileiro, Luís Inácio Lula da Silva, confere igualmente a “provocação artística” de Sarro. O assunto repercute na mídia européia.

Sarro já realizou exposições no Museu de Arte Moderna em Moscou e no Museu da Academia de Artes de São Petersburgo, na Rússia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONHEÇA. VISITE. VIVENCIE. COLOQUE ARTE NA SUA ROTINA.

Obrigado pela Visita!

A inovação é feita de pequenos detalhes...
Não é apenas um detalhe. (Michelangelo)