terça-feira, 8 de maio de 2012


O surrealismo de Walmir Binhotti em Chapecó



O artista está entre os que foram convidados a participar da noite de Literatura, Arte e Fotografia da galeria Casa+Arte que acontece na próxima sexta-feira, 11, às 20h. A marchand Mirian Soprana, organizadora do evento, ressalta que o objetivo do encontro é mesclar as diversas formas de arte e apresentar trabalhos de alto nível: “O Binhotti está conquistando espaços muito importantes, em outubro estará no Museu Do Louvre. Fizemos questão de tê-lo em Chapecó, ele estará presente na sexta, será uma honra”.
Além de Binhotti a galeria vai mostrar trabalhos de Rachel Kleinubing, Silvana Annes, Tania Stempkowski, Leonice Araldi, Ingrit Antunes, Marci Machado e René Nascimento. A galeria fica na Rua Benjamin Constant, no calçadão. A entrada é gratuita.  


Walmir Binhotti
Uma ponte entre o singular e o real

A nossa visão científica da vida ainda está no estado de magia, de exorcismo enquanto que as possibilidades da mente humana são ainda românticas e ideais. Portanto uma recordação, uma fé, constituem o antídoto a rudez da verdade. Para Walmir Binhotti pintar é um jogo fascinante e, ao mesmo tempo, alucinante. Trata-se, pois, do próprio jogo da vida sempre em equilíbrio entre o hoje e o amanhã e particularmente, para o artista, entre o hoje e o ontem.
O tema predileto da produção artística do pintor é, sem dúvida, a mulher, em posições as mais variadas e sublimes. A visão resultante é tipicamente poética, livre, ampla, permeada de instantes tenros e delicados de visão. Os jogos de luz acariciam as figuras, exaltam a leveza e o calor físico, enquanto os cenários isolam os corpos num espaço carregado de emotividade.
As criaturas por ele representadas emergem como o ideal da poesia e da graça, sobretudo quando encerram em si mesmas os predicados particulares da feminilidade. Em síntese o belo pelo belo.
Uma das qualidades de suas pinturas é envolver o espectador na simplicidade de sua visão, longe de efeitos fácies e superficial. Seu cromatismo e sua técnica estão longe de qualquer suspeita de improvisação. Em suas obras, o discurso pictórico oscila entre a doçura do gesto e a recordação de um passado idealizado, embora projetando uma ponte entre o singular e o real.

Dr. Emanuel von Lauenstein Massarani
Crítico de arte, presidente do IPH e diretor
do Museu de Arte do Parlamento de São Paulo


O ARTISTA



Walmir Binhotti nasceu em Florianópolis, aos seis anos mudou-se com a família para Itajaí, onde reside desde 1976. Aos 13 anos começou a interessar- se pela pintura, desde então nunca mais parou. Hoje podemos encontrar suas obras em algumas Igrejas de Santa Catarina e do Paraná. Ele já executou obras em paredes, telas e azulejos. Em 1998 foi contratado para pintar a obra “Pedro, o pescador de homens” na parede do fundo do altar da igreja Sagrado Coração de Jesus de Itapema, entre outros trabalhos em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. Autodidata, seu talento foi se desenvolvendo, levando-o às artes sacras. Atualmente, paralelamente às artes sacras, Binhotti desenvolve estilo próprio no surrealismo.
Em 2011 foi selecionado no (CIAB) Circuito Internacional de Arte Brasileira, participou do curso de extensão em artes na universidade de Évora em Portugal. Participou e realizou exposições na Itália, Áustria, Portugal, Espanha, entre muitas cidades do Brasil. Recebeu, em 2009, menção honrosa da Associação Paulista de Belas Artes e em 2010 o 9° lugar na categoria pintura no museu Paradiso Sul Mare, em Anzio,  na Itália.

O SURREALISMO DE BINHOTTI



Existe uma força estranha e poderosa que domina o espaço interior do artista Walmir Binhotti. Pintor de marcante talento, manifesta a sua arte através de tema considerado dos mais difíceis no campo da arte: o surrealismo, onde dá vazão à sua imaginação, criando cenas inusitadas que nos surpreendem e fascinam. De suas figuras humanas pintadas com verdadeira maestria, emana uma força e uma personalidade que se impõe e nos deixa perplexos, querendo ver mais; como será a próxima obra, o que vão criar seu coração, sua cabeça, seus pincéis? Assim, de vento em popa, vai galgando a escada do sucesso, este artista voluntarioso e determinado, com os olhos voltados ao firmamento das grandes estrelas da arte.
Nini Barontini, marchand da Galeria de Artes Nini Barontini, de Curitiba, PR.

Fonte: www.binhotti.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONHEÇA. VISITE. VIVENCIE. COLOQUE ARTE NA SUA ROTINA.

Obrigado pela Visita!

A inovação é feita de pequenos detalhes...
Não é apenas um detalhe. (Michelangelo)